Saúde mental e trabalho: saiba como evitar esgotamento profissional no dia a dia
Qui, 27 de Fevereiro de 2020 14:53

alt

Quem nunca se sentiu sobrecarregado pelo trabalho em algum momento da vida? Cobranças excessivas, envolvimento emocional e desgaste físico podem causar diversos problemas psicológicos como ansiedade, estresse e depressão. Quando se trabalha na maior parte do dia, nem sempre é possível exercer as funções e, ao mesmo tempo, tratar transtornos de saúde mental.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os transtornos mentais e comportamentais estão entre as principais causas de faltas ao trabalho no mundo. O psiquiatra Arão Zvy Pliacekos, do Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM), unidade do Governo do Ceará, explica que o bem-estar no trabalho começa pela escolha da profissão. “Em primeiro lugar é muito importante respeitar a sua vocação e trabalhar naquilo que você gosta de fazer. Muitos profissionais, na busca por obter uma colocação no mercado de trabalho, acabam exercendo atividades com as quais não se identificam realmente, o que começa a causar problemas psíquicos”, pontua.

Em um mercado cada vez mais competitivo, o acúmulo de pressões torna-se um peso. Diante deste cenário, a busca por uma carreira estável está, muitas vezes, associada a estresse, ansiedade e outros tipos de sofrimentos mentais. O especialista reforça que, para evitar o esgotamento emocional no ambiente de trabalho, é necessário respeitar aptidões e limites.

“Se você faz questão de mostrar um bom desempenho a todo momento, que é um incansável e que é sempre plausível de elogios, vai acumular tanto estresse que, em algum momento, tudo isso explode e pode, inclusive, levar o indivíduo a pedir demissão do emprego. Por isso, é importante o equilíbrio, saber impor seus limites, tirar férias, ter lazer, praticar atividade física, reconhecer suas vocações e se respeitar”, orienta o psiquiatra.

alt

Síndrome de Burnout

Também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, a Síndrome Burnout é um distúrbio caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse que tem sido cada vez mais frequente nos ambientes corporativos. Dedicação excessiva ao trabalho, cumprimento de metas, condições insalubres, longas jornadas, funções desgastantes e a busca pelo perfeccionismo ou por melhores salários estão levando os profissionais ao esgotamento total e à depressão.

A psicóloga do HSM, Yzy Câmara, explica que a Síndrome de Burnout impacta profissionais com uma grande carga de trabalho. Repórteres, policiais, bombeiros, agentes penitenciários, professores, médicos, enfermeiros e outros profissionais da área da saúde costumam ser afetados.

“A devoção ao trabalho, o perfeccionismo, a realização de funções que não lhe são prazerosas e a dedicação intensa ao trabalho podem levar o indivíduo ao esgotamento total, o que vai trazer diversas consequências físicas e comportamentais. Além do trabalho, as dimensões espirituais, sociais, familiares, o lazer e até o ócio são necessários”, relata.

 

Tratamento

Ao notar os sinais de esgotamento, o recomendado é buscar tratamento com profissionais especializados. “Durante o processo terapêutico, vamos resgatar as origens do sujeito que foram deixadas de lado, estimulando a prática de atividades prazerosas, o contato com a natureza, o convívio com a família e amigos, além da utilização de práticas de relaxamento e meditação, sempre potencializando os diversos aspectos que geram felicidade e foram esquecidos pelo indivíduo enquanto ele estava focado somente ao trabalho”, recomenda Yzy.

 

 

Assessoria de Comunicação do HSM
Repórter: Milena Fernandes

3101-4348

 

Calendário

Novembro 2020
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 1 2 3 4 5